Juiz diz que antecedentes são ‘espantosos’ e mantém presa jovem de 18 anos que afirma ter 20 passagens pela polícia, em Goiás

0
Segundo PM, Luana Alencar de Oliveira é apontada como líder de grupos de roubos de carro e de alta periculosidade.

Por Paula Resende e Vanessa Martins, G1 GO

O juiz Carlos Magno Caixeta da Cunha considera “espantosa” a ficha criminal de Luana Alencar de Oliveira, de 18 anos, e decidiu por mantê-la presa durante audiência de custódia realizada nesta quinta-feira (10) em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. A jovem, que confessa ter mais de 20 passagens, teve a prisão preventiva decretada pelo roubo de um carro.

“Para mim, o roubo por si só já tem gravidade especial. Ela tem uma ficha criminal espantosa. Além da gravidade concreta do fato, tem os antecedentes de quando eram adolescentes, que sustentam a prisão preventiva”, disse o magistrado.

Questionada pelo G1, Luana não quis se pronunciar. Preso junto com ela, o namorado da jovem, Fernando Augusto Chagas, de 18 anos, também não quis falar sobre o caso. Durante a sessão, o defensor público Hudson Alves da Silva os representou e pediu a liberdade do casal, que não foi concedida.

Luana Alencar de Oliveira, de 18 anos, durante audiência de custódia em Goiânia (Foto: Paula Resende/G1)

Luana Alencar de Oliveira, de 18 anos, durante audiência de custódia em Goiânia (Foto: Paula Resende/G1)

Como os antecedentes crimininais ocorreram enquanto os suspeitos tinham menos de 18 anos, eles são tratados como réus primários. Apesar de considerar que não são reincidentes, os atos infracionais embasam a decretação da prisão preventiva.

Responsável pela acusação, o promotor de Justiça Érico de Pina Cabral destacou a necessidade de mantê-los presos, principalmente em relação a Luana.

Histórico de violência

Ao ser presa, os policiais gravaram o vídeo em que Luana confessa a autoria de 20 crimes. No entanto, a assessoria de imprensa da Polícia Civil listou seis passagens. O tenente explicou que a diferença se dá porque os atos foram cometidos quando ela era menor de idade e a maioria está em segredo de Justiça.

“Ela não mostra arrependimento, é fria, fala das 20 passagens como se tivesse orgulho”, diz Andrade.

Conforme os registros disponíveis, a primeira vez que Luana foi levada a uma delegacia foi em novembro de 2016, por ameaça, em Goiânia, quando ela tinha 16 anos. Menos de um ano depois, em setembro de 2017, ela voltou a ser apreendida. Desta vez, por roubo de veículo em Aparecida de Goiânia.

Já em 8 outubro de 2017, Luana e dois homens foram apreendidos após terem sido flagrados roubando o carro de um delegado em Goiânia, no dia 5 daquele mês. Câmeras de segurança registraram a ação.

Em um vídeo gravado no momento da apreensão, ela confessa a participação e diz que abandonou o veículo, meia hora depois, por ter constatado que a vítima se tratava de um delegado por meio de documentos e de uma arma que estava no automóvel.

Luana tentou fugir dos policiais e bateu em cerca de 10 carros em Goiânia (Foto: PM/ Divulgação)

Luana tentou fugir dos policiais e bateu em cerca de 10 carros em Goiânia (Foto: PM/ Divulgação)

Dois dias após o assalto ao investigador, Luana tentou roubar o carro de uma mulher e atirou contra a vítima. A mulher baleada sobreviveu. Mais uma vez, câmeras de monitoramento filmaram a ação da jovem.

Como era adolescente, Luana ficou internada em um centro para menores infratores. Ela deixou a unidade em maio de 2018.

https://g1.globo.com/go/goias/noticia/juiz-diz-que-antecedentes-sao-espantosos-e-mantem-presa-jovem-de-18-anos-que-afirma-ter-20-passagens-pela-policia.ghtml

Share.

About Author

Comments are closed.